A Previdência Social realmente existe no Brasil? Em um País no qual o segurado previdenciário contribui durante 35 anos e quando se aposenta recebe uma renda inferior à sua última remuneração, merece credibilidade?

Em um pais onde um deputado que exerce o cargo por apenas 2 anos e recebe polpuda aposentadoria vitalícia, da esperança ao brasileiro? Para onde vamos?

E mais, quando se aposenta o seu rendimento é baixo e no decorrer dos anos ao invés de aumentar vai diminuindo, diminuindo, chegando quase à metade de seus ganhos iniciais. Por tudo isso é possível acreditar na Previdência Social e nas promessas dos Governos?

No plano da assistência médica é doloroso alguém necessitar de atendimento. Primeiramente leva-se meses para se ter marcada uma consulta. O atendimento é muito rápido e o médico nunca olha para o paciente, limitando-se a fazer algumas perguntas, cujo repertório não se renova. Nossas leis garantem algum conforto e segurança a população idosa?

Embora os profissionais do Direito que atuam na Previdência Social reconheçam que existem muitas mazelas, não se pode negar que tem havido evolução nesse segmento, especialmente porque a população brasileira vem envelhecendo consideravelmente.

Por outro lado, o mercado de trabalho está contratando na faixa de idosos o que obriga a Previdência Social adaptar-se para atender a essa nova classe econômica, pois ela está exigindo nova postura. Pericia judicial? O que e isto? Também se precisa?

É sabido que os peritos da Previdência Social parecem ter por missão negar o reconhecimento a certos benefícios (auxílio doença, auxílio acidente, invalidez temporária ou permanente, total ou parcial), e os recursos na esfera administrativa nem sempre produzem eficácia.

É nesse contexto que se faz indispensável a contratação de um bom profissional do Direito, a fim de que o Poder Judiciário restabeleça a crença na Justiça Social. A vem justiça vem garantindo aos segurado direitos que a previdência social lhe nega.

É inegável que o trabalho de competentes advogados, e de profissionais em pericia constituem marcos que garantem uma previdência social mais humana.

Não se pode negar a que a legislação previdenciária é uma das melhores do mundo, mas a aplicação prática é que dificulta humanização do sistema.

Por exemplo sentença da justiça determina que a Previdência Social pague os direitos do segurado, mas a burocracia burra desse órgão dificultara o recebimento, por anos a fio.

A revisão de benefício previdenciário é tema que exige experiência, competência e atitudes positivas para que possa vencer as inúmeras barreiras opostas pela Previdência Social.

Fale conosco. Fale com quem tem experiência. Fale com quem sabe e não espera acontecer. As necessidades existem para serem satisfeitas.